segunda-feira, 5 de abril de 2010

Madrugada...

"Desordem, a palavra que melhor define seus pensamentos.
Como caminhou tanto para chegar a lugar algum? Como conseguiu correr tanto e só andar pra tás? Queria tanto, que teve. Teve tanto que acabou perdendo muito. Em sua mente calculista, jã não havia mais espaço para suas racionalidades, e nesse momento, quanto sentimento tomou conta de seu corpo. Mexendo e remexendo com o seu interior e acabando com o pouco de paz que lhe restava. Vendo as coisas escapando-lhe por entre os dedos,e alguém invadindo um espaço que até então, era intocável."

Nenhum comentário:

Postar um comentário