segunda-feira, 5 de abril de 2010

Sentimento Cômodo

"Nessa madrugada vazia, já não me faz companhia.
Um cigarro... outro, um pensamento uma citação.
Penso na paz que tinha, e que já não é minha,
penso no que fui a pouco, no que já não flui,
dos meus pensamentos confusos, emaranhados, roubados.
Que mais levarás de mim? De que tanto foges assim?
Foge... vai! Vai para o aconchego do teu lar,
Aonde já não podes sonhar, aonde as paredes sufocam o teu pensar.
Vai,vai pra não voltar, pois de onde me olhas, já não posso te alcançar."

Um comentário: