segunda-feira, 26 de julho de 2010

Me rendo.

"Me rendo...
achei que fosse capaz, achei que não fosse tão difícil. E não foi.
Não houve dificuldade, pois não houve batalha você simplesmente me invadiu, e bagunçou a minha vida sem pedir permissão.
E eu... a princípio neguei, xinguei, fingi lutar quando na verdade, nada mais podia ser feito, na verdade, era inevitável que acontecesse.
"Me rendo a esse amor, mas não me rendo a mim mesma" palavras minhas, palavras de quem se esconde atrás do orgulho pra não se sentir assim, tão vulnerável, tão ferida. Não posso deixar que meus impulsos me dominem, que deixem que teu rosto se torne o meu horizonte. Não posso deixar tudo pra trás... pq não há nada na frente. Não existe um destino nosso, existe apenas um vazio a nossa frente. Não há como prosseguirmos juntas. Não há nada reservado pra nós."

Nenhum comentário:

Postar um comentário