segunda-feira, 26 de julho de 2010

Você.

Você realmente deve achar engraçado,
a maneira como eu sofro, como eu choro,
como torço para no telefone ter o seu recado.
Dizendo: Oi! To viva! To bem! Não demoro.

Você realmente deve achar divertido,
me ver perdida fazendo bobagens, infantilidades,
usando meu orgulho como escudo,
para não morrer em meio a tanta sensibilidade.

Você realmente deve ser forte,
ou na verdade, nem se importa.
Queria ver sua fortaleza
se todo esse amor, batesse na sua porta

E se você pensa que eu não sei... eu sei. Tudo que você
quer, e tudo que não vai ter. Não irei preencher seu vazio,
nem te deixar perceber, o tamanho da minha dor por
não ser capaz de ser, tudo que você gostaria de ter.

Nenhum comentário:

Postar um comentário