terça-feira, 19 de abril de 2011

Um Tanto

As vezes me pergunto o que fazer com esse tanto. Chego a pensar que um dia esse vulcão aqui dentro vai explodir, e nem consigo imaginar as conseqüências disso no meu corpo. Deveria ser pecado sentir assim. Canso de repetir em meus textos e para mim mesma que o mundo prático não é feito para gente como eu, que não pára de produzir sentimentos.
É medo, amor, paixão, solidão, tristeza, loucura sem repressões, sem esse controle que os seres equilibrados exibem por aí. Louca, passional sensivelmente insana! E é possível ver beleza nisso? Eu vejo exagero... vida em demasia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário