domingo, 20 de maio de 2012

Acabou



Eu poderia ter ultrapassado toda aquela barreira de pessoas que nos distanciavam e ter ido até você. Poderia ter te pego pelas mãos, olhado nos seus olhos e ter te abraçado por tanto tempo que meu perfume te traria lembranças. Poderia ter me ajoelhado a seus pés e dito que você é a mulher da minha vida porque isso não seria uma mentira. Mas então eu lembrei de mim sabe? Me esqueci durante todo o tempo que estivemos juntas. Esqueci do que eu queria no futuro e acabei deixando no passado a pessoa que eu era. Porque o seu rosto no meu sonho me fazia acordar sorrindo todos os dias. Era pelos seus problemas que eu tentava ser forte, era pelas suas lágrimas que eu pedia um dia ensolorado.
E então você me disse que as pessoas crescem e deixam de sentir. Eu chorei, um pranto que meu coração ainda sente. Talvez porque descobri  a realidade do amor, talvez porque você tenha acabado com a minha inocência, na verdade tanto faz. O fato é que todas as vezes que estivermos no mesmo local eu irei fazer o mesmo movimento que sempre terminará no ponto de partida. Eu aprendi a gostar mais de mim e menos de você. Devo ser digna da sua admiração agora?

Nenhum comentário:

Postar um comentário