terça-feira, 1 de maio de 2012

Irmã.


Só nós, nossa música e a paisagem correndo na janela. Não precisamos de mais nada nem de mais ninguém, ou talvez a verdade seja bem o contrário disso mas falar assim nos faz sorrir. E se você sorrir eu vou sorrir também, e se você cantar eu toco pra te ouvir. Porque a gente se entende e se respeita como se tivéssemos nascido da mesma barriga. A estrada nos espera e sei que ao longo dela largaremos nossas dores e talvez algumas lágrimas. E tudo bem, ao final da rota sentiremos até saudades de sermos um pouco tristes. Vamos fugir por aí, quem sabe a gente se encontra.

2 comentários: