domingo, 6 de maio de 2012

Te espero



Vem! as cobertas estarão da mesma maneira de todas as manhãs e o meu rosto de sono também. Farei um café e depois fumaremos deitadas lado a lado, enquanto você admira nossos gestos que se repetem na mesma velocidade levando o cigarro até a boca e baixando as mãos delicadamente. Como a Cíntia e o Nando, lembra? Porque eu não me importava que você não fosse Anita comigo.
Não demora,  preciso de você para esquentar as minhas pernas e deixar a minha cama com seu cheiro. A manhã está tão fria e eu tenho tanta saudade! Seja Cíntia, Anita ou qualquer um de seus personagens. Destrua meu coração mais uma vez ou me engane novamente dizendo que sou o amor da sua vida, eu já não me importo mais. Apenas venha e deite-se na minha cama, como já fez tantas outras vezes. O travesseiro te espera todos os dias assim como eu. Me deixe fechar os olhos com você ao meu lado e se realmente resolver ir embora de novo, só te peço que não me acorde. Me deixe dormindo no mais profundo sono, eu ficarei bem se nunca mais acordar.

Um comentário:

  1. Gostei e não gostei. Gostei porque capturasse muito bem a essência do que sentes.

    Não gostei porque eu sei do que tu estás falando :/

    ResponderExcluir