terça-feira, 18 de setembro de 2012

Cicatriz.



Se é mesmo inevitável que exista, se não é possível que tudo isso seja afogado no meu peito e apagado da minha mente, então que seja . Mas que não trave meu sorriso e que não tranque a porta de entrada pro meu coração. Se realmente não tem jeito então que esse amor não faça muito barulho aqui dentro e que não invente de transbordar pelo olho cada vez que for lembrado. Que me permita sorrir e seguir em frente, que provoque saudade mas que essa saudade não faça com que eu queira reviver tudo novamente.
Que seja tão imperceptível que um dia deixe de existir desaparecendo tão silenciosamente quanto chegou. Sei me adapatar as situações, mas não a esse sentimento doloroso que quase me faz desistir de tudo quando na verdade, eu deveria estar comemorando entre fogos de artifício e sorrisos frouxos. Ganhei o maior prêmio que você seria capaz de dar a alguém; a sua ausência.