segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Foda-se




Hoje fiquei triste. Depois de tanto tempo sem derramar uma lágrima creio que derramei o reservatório inteiro. Eu consegui esquecer e isso me fez sorrir durante vários meses consecutivos. O problema é que nunca deixei de amar. Hoje percebi que amo alguém que eu não lembro quem é. Hoje eu amo ninguém e ninguém me ama! Pode ser um péssimo trocadilho mas é assim que me sinto. As fotos estão bem ali. Dois cliques e "aháá" lembrarei como é o rosto dela. Mas não quero olhar, tenho medo.
Talvez me sinta estranha de ver a foto de alguém desconhecido me tocando, ou talvez até me dê náuseas. Melhor não, melhor continuar escrevendo mais um dia no meu blog que dessa vez servirá de diário e foda-se, hoje eu me permito. Me permiti até falar em você, veja que honra. Você aí que não tem mais um rosto, deveria me agradecer. Além de amar ainda escrevo sobre você em meu blog! Não que meu blog seja grande coisa mas você também não é, afinal se fosse, teria no mínimo um rosto.
Então, pessoa sem rosto e sem tantas outras coisas (disso eu ainda lembro) favor manter-se distante do meu pensamento. Deveria ao menos ter tido a dignidade de levar embora esses péssimos adjetivos que eu ainda lembro que pertencem a você. Da próxima vez bata os pés ao sair pela porta de alguém, tá dando trabalho limpar sozinha essa bagunça toda que você fez aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário