segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Desencontros.



Gritei, xinguei, quebrei, bati, chorei, morri, supliquei pra que tu me mostrasse o caminho que levava ao teu encontro, mas tu nunca me ouviu. Por mais que eu falasse, tu nunca soube me ler. Pra ti sempre fui o caos sem tradução, na maior parte do tempo tu via em mim vazio. Do teu lado eu sou só e somente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário